Livro conta a vida de Silvio Santos, e revela detalhes da sua candidatura a presidente da Republica em 1989.

 

Em 1989, Silvio Santos agitou a corrida eleitoral para a presidência da República. Foi a verdadeira candidatura-relâmpago de Silvio Santos ao maior cargo do país que agitou a campanha. O episódio é tema do livro Sonho sequestrado, de Marcondes Gadelha. O prefácio da obra é de autoria do próprio Silvio e trechos foram divulgados pela família dele.
Em um deles, Silvio Santos revela que tem tido problemas de memória. “Como muito de meus órgãos, incluindo o óbvio, que não funciona há muito tempo, minha memória a cada dia que passa vai se apagando vagarosamente. Este seu livro me lembra de acontecimentos que eu já tinha esquecido e me deixa emocionado a cada página que leio”, afirma o apresentador, que em 12 de dezembro completará 90 anos. Silvio Santos avalia que teria sido um bom presidente da República no ano em que o país elegeu Fernando Collor de Mello, que depois foi cassado.

Deixar uma resposta