INSS libera benefício com atestado enviado pelo celular

O presidente Jair Bolsonaro determinou ao INSS a adoção de medidas para facilitar a liberação de benefícios em razão da dificuldade do órgão receber e examinar atestados e documentos físicos. Bolsonaro recebeu este pedido esta semana na chegada o Palácio da Alvorada. Nesta sexta-feira o INSS anunciou que os segurados da Previdência que precisam pedir o auxílio-doença podem, a partir de agora, enviar o atestado médico pelo aplicativo para celular Meu INSS ou pelo computador (no site meu.inss.gov.br).

A medida vai permitir a análise do atestado sem que o candidato ao benefício precise ir a um posto de atendimento, medida válida durante a pandemia do novo coronavírus.
A medida foi oficializada pela Portaria Conjunta 9.381, publicada no Diário Oficial da União.

A portaria permite também a antecipação de R$ 1.045 para segurados que solicitarem o auxílio-doença. Mas, para a liberação do pedido sem a realização da perícia presencial, o órgão ainda precisava liberar o envio do atestado pela internet.

Deixar uma resposta