“HORA COBERTA DE DÚVIDAS”

Sore a indignação seletiva com as vítimas da violência,disse “Vivemos tempos atípicos. Valorizamos a perda das vidas de uns em detrimento das de outros.

Há quatro dias, durante operações no Rio de Janeiro, perdemos o cabo Fabiano de Oliveira Santos e o soldado Marcus Vinícius Viana Ribeiro, ambos do 2º Batalhão de Infantaria Motorizado, além do soldado João Viktor da Silva, do 25º Batalhão de Infantaria Paraquedista. Suas mortes tiveram repercussão restrita, que nem de longe atingiram a indignação ou a consternação condizente com os heróis que honraram seus compromissos de defender a Pátria e proteger a sociedade.

Como eles, há soldados das três Forças Armadas que têm sacrificado suas vidas para que

o futuro do Brasil seja diferente. É chegada a hora de dizer basta ao diversionismo, à radicalização

retrógrada e à fragmentação social. Urge retomar o espírito pacificador de Caxias, que soube, respeitando as diferenças, encontrar um caminho de sinergia e de coesão para o País.”

Deixar uma resposta