Governo vê nova traição do senador Major Olimpio em votação importante.

Depois de uma surpresa e traições no Senado,o Governo venceu na Câmara,inclusive com apoio de Rodrigo Maia. Após a derrubado na véspera pelo Senado Federal, ontem a Câmara dos Deputados, por maioria dos votos, decidiu manter o veto do presidente Jair Bolsonaro a artigo que permitia reajuste salarial a servidores da segurança pública, da educação e da saúde durante a pandemia de coronavírus. O veto da Câmara, com apoio declarado do presidente Rodrigo Maia, que atuou ao lado do governo, foi mantido por 316 votos a 165, com duas abstenções. Agora, o texto será promulgado da forma como a Câmara votou. O presidente, vetou estas exceções ao congelamento dos orçamentos depois do alerta do Ministério da Economia indicando que a derrubada do veto pelos deputados poderia comprometer uma economia fiscal entre R$ 121 bilhões e R$ 132 bilhões. Na votação do Senado, despontou o discurso radical do senador Major Olimpio (PSL-SP), ex-aliado do presidente Jair Bolsonaro, que aliou-se às teses do PT, PSOL, Rede e PCdoB. Mas a surpresa maior foi o voto contra o governo, justamente do vice-líder do governo, Izalci Lucas (PSDB-DF).

Deixar uma resposta