GOVERNO TERÁ DE CORTAR REMÉDIOS, CIRURGIAS E CONSULTAS DO SUS PARA PAGAR FUNDO ELEITORAL DE DEPUTADOS E SENADORES.

GOVERNO TERÁ DE CORTAR REMÉDIOS, CIRURGIAS E CONSULTAS DO SUS PARA PAGAR FUNDO ELEITORAL DE DEPUTADOS E SENADORES.

Caso o Congresso mantenha a emenda ao orçamento e 2020,aumentando as verbas do fundo eleitoral,destinado a gastos com campanhas eleitorais, a saúde perderá cerca de R$ 500 milhões do seu orçamento. O presidente Jair Bolsonaro propôs um valor menor,em torno de R$ 2 bilhões,mas mesmo assim a proposta de aumentar o valor continua tramitando.

Deixar uma resposta