Governo gaúcho vai aprimorar calculo para definir Distanciamento Controlado.

O Distanciamento Controlado, modelo inédito dotado pelo governo gaúcho, é aperfeiçoado na medida de sua aplicação e das atualizações semanais de cada região. Nesse sentido, com base em apontamentos de especialistas do Comitê de Dados e da Secretaria da Saúde, o governador Eduardo Leite anunciou, na transmissão diária pelas redes sociais desta quarta-feira (20/5), que haverá ajustes em dois dos 11 indicadores usados para calcular o risco de cada região – representado pelas quatro cores de bandeiras.

“Estamos analisando constantemente como o entendimento do modelo se dá nos municípios e o quanto esses indicadores interferem nos resultados finais para termos o resultado mais fiel ao que efetivamente está acontecendo no Rio Grande do Sul e para termos um modelo que funcione e tenha eficácia”, esclareceu Leite.

Dessa forma, a partir da atualização de 30 de maio, o cálculo de risco, em vez de usar todos os casos confirmados pelos testes do tipo RT-PCR aplicados no Estado, considerará apenas o número de casos confirmados de pacientes internados com síndrome respiratória aguda grave (SRAG) pelo local de residência.

Deixar uma resposta