Governo do Rio contrata por R$ 76,6 milhões, empresa para gerir o SAMU em substituição aos Bombeiros.

A pandemia do Covid-19 está abrindo espaço para negócios milionários em diversos governos. O governo do Rio fez a contratação sem licitação da empresa OZZ Saúde Eireli para a fazer a gestão do SAMU na cidade do Rio, por R$ 76,5 milhões. Até aqui,o sAMU era admnistrado pelo Corpo de Bombeiros,sem nenhum custo adicional.
Na fundamentação da compra, o governo do Rio citou a lei federal 13.979, de 6 de fevereiro de 2020, que permite a contratação de serviços “destinados ao enfrentamento da emergência de saúde pública de importância internacional decorrente do coronavírus”. O secretário estadual de Saúde do Rio, Edmar Santos, afastou temporariamente o subsecretário-executivo da pasta, Gabriell Neves, neste sábado, dia 11. Em nota, o governo explica que a medida foi tomada para “assegurar que os processos de auditoria externa, solicitados a órgãos de controle por determinação do governador Wilson Witzel, possam ocorrer sem suspeição ou interferência”.

Deixar uma resposta