EX-PRESIDENTE DO STF DIZ QUE DENÚNCIA CONTRA TEMER “É INEPTA”

re352940a

Principal assunto da semana, a denúncia apresentada pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, na terça-feira, possui lacunas e deficiências, avaliam juristas que, a pedido do jornal O Estado de S. Paulo, ao analisarem a peça. No centro do debate, apontam, estão as supostas provas e os indícios de autoria do crime de corrupção passiva que teria sido cometido pelo presidente Michel Temer. Carlos Velloso, Ex-ministro do Supremo Tribunal Federal: “Janot afirma que o presidente recebeu dinheiro, mas ou o dinheiro não chegou a ele ou não se tem provas disso. A denúncia se baseia mesmo em uma ilação. Não há um conjunto forte de provas. Ao meu ver, trata-se de uma denúncia inepta.” Outro jurista, o professor de Direito Constitucional da PUC-SP, Pedro Serrano considera a gravação nula, já que foi provocada, ou seja, armada. “Para mim, esse tipo de prova é nula, não tem valor. É quase que um teste de probidade”, afirma.

Deixar uma resposta

O Blog de Flavio Pereira