EX-GOVERNADORA YEDA CRUSIUS CRITICA O “DISTRITÃO”

Foto: Deputada federal, Yeda Crusius tomou posição sobre temas da Reforma Política. foto Divulgação/Camara dos Deputados
Foto: Deputada federal, Yeda Crusius tomou posição sobre temas da Reforma Política. foto Divulgação/Camara dos Deputados

A ex-governadora Yeda Crusius, atual deputada federal pelo PSDB, se posicionou ontem, durante o início da votação da proposta de reforma eleitoral pela Câmara dos Deputados. Yeda deixou claro que “eu sou contra a ideia do ‘distritão’ e da aprovação do fundo eleitoral de R$ 3,6 bi, e por isso eu quero uma Reforma Política mais ampla. O que estou vendo, é que a reforma política não virá para consertar os males da atual estrutura partidária e eleitoral. O distritão é uma corruptela daquilo que nós queremos: o distrital, ou seja, baratear as eleições; deixar o eleitor e a eleitora mais próximos do eleito e da eleita; fazer com que o custo geral de fazer política baixe muito”, afirma Yeda Crusius. Sobre o Fundo Eleitoral, a ex-governadora valia que “a população de todos os países sempre pagou pela democracia, porém não se pode aceitar que, em um momento de cortes generalizados e de déficit público progressivo, o orçamento seja ainda mais sobrecarregado. A Democracia custa, mas este fundo eleitoral em R$ 3,6 bilhões é injusto e inapropriado”.

Deixar uma resposta

O Blog de Flavio Pereira