Esquerda joga todas as fichas na eleição da comunista Manuela (PCdoB) com rejeição de 49,6% em Porto Alegre.

A esquerda brasileira concentra agora sua atenção na eleição de Porto Alegre, onde o desempenho da comunista Manuela D’Avila poderá ressuscitar o projeto socialista no Brasil,ou enterrá-lo por ora.
A união dos partidos de esquerda em torno de Manuela (PCdoB) e do seu vice Rosseto, do PT, e a concentração milionária de recursos mostram o desespero que marca esta eleição.
A candidata comunista já recebeu mais de R$ 5 milhões em recursos para a campanha. Seu adversário, Melo (MDB) que disparou na frente das pesquisas, recebeu pouco mais de R$ 1 milhão.
Mesmo com esse investimento milionário, sua candidatura não para de despencar, principalmente pela enorme rejeição do eleitor porto-alegrense: enquanto seu adversário Sebastiao Melo (MDB) cresceu 23 pontos desde a eleição no primeiro turno, 49,6% dos eleitores disseram ao Ibope que não votam em Manuela.

Deixar uma resposta