ENTENDA O CASO

A maioria dos ministros do STF – oito dos onze ministros foram nomeados por Lula e Dilma – entendeu que delatados devem apresentar alegações finais sempre após seus delatores no processo, mas Dias Toffoli disse que, na próxima sessão, vai apresentar uma proposta para restringir o alcance desse novo entendimento.

Deixar uma resposta