Enrolado com propinas de R$ 10,8 milhões, Eduardo Paes quer retornar à prefeitura do Rio de Janeiro

Candidato à prefeitura do Rio de Janeiro, Eduardo Paes sonha em retornar ao poder, embora ainda esteja enrolado em processos que apuram o recebimento de propina da Odebrecht. Eduardo Paes já governou a capital, com apoio de Lula,Dilma, Cabral e Pezão. Ele escapou até agora de condenações.
A posição de Eduardo Paes nas pequisas surpreende. No mais recente processo, o juiz Flavio Itabaiana de Oliveira Nicolau, da 204ª Zona Eleitoral do Rio de Janeiro, aceitou denúncia contra o ex-prefeito Eduardo Paes pelos crimes de falsidade ideológica eleitoral, corrupção passiva e lavagem de dinheiro e ordenou busca e apreensão na casa dele, que foi cumprida em setembro deste ano.
Com base em delações premiadas de executivos da Odebrecht, o Ministério Público Eleitoral do Rio de Janeiro denunciou Eduardo Paes no dia 17 de agosto pelo recebimento de vantagens indevidas no total de aproximadamente R$ 10,8 milhões, mediante entregas de dinheiro em espécie por operador financeiro a serviço da empresa. A verba, segundo o MPE, era destinada ao financiamento, via caixa dois, de sua campanha de reeleição à Prefeitura do Rio em 2012.

Deixar uma resposta