Derrotada no golpe à Constituição, facção de ministros do STF promete vingança contra Fux

A mudança de posição do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fux, sobre o veto à reeleição de Rodrigo Maia na Câmara e Davi Alcolumbre no Senado irritou a facção dos cinco ministros que pretendiam aplicar o golpe na Constituição.
Especulava-se nesta terça-feira (08) em Brasília,que a facção derrotada dentro do STF, agora pretende atrapalhar a gestão do ministro Fux no comando do STF.
O grupo de ministros derrotados alega que Fux havia sinalizado a colegas e parlamentares que, no julgamento da reeleição, iria se posicionar na linha de que essa é uma questão “interna corporis”, ou seja, que deveria ser decidida no Congresso Nacional, abrindo caminho para a reeleição.
Ficaram irritados depois que Fux mudou de ideia e votou pelo veto à reeleição, seguindo o que manda a Constituição.
Veladamente,a facção de cinco ministros derrotados no STF ameaçam veladamente que Fux terá dificuldades, por exemplo, quando solicitar que determinado assunto seja julgado com prioridade.

Deixar uma resposta