CUMPRIMENTANDO COM CHAPÉU ALHEIO

20170704-jornal-sul21-gs-040717-3251-06-400x600

As negociações realizadas por parlamentares, alguns operadores do direito, e os tradicionais oportunistas de plantão com o grupo político que invadiu o prédio privado de um hotel no centro de Porto Alegre, para o cumprimento da decisão judicial de desocupação, teriam incluído também uma promessa totalmente ilegal: a transferência dos invasores para moradias de um núcleo do Minha Casa,Minha Vida,no Bairro Restinga. A promessa significaria furar a fila, passando na frente das famílias inscritas para estas moradias. Agora,o mesmo grupo político luta para que a turma de invasores profissionais tenha direito a receber um aluguel social, como prêmio pela contumácia. Provavelmente, se liberado, do valor do aluguel social será descontada a contribuição partidária dos invasores.

Deixar uma resposta

O Blog de Flavio Pereira