CORRUPÇÃO CONSEGUE DESVIAR R$ 10 MILHÕES EM ALPESTRE

74449659

Nem o pequeno município de Alpestre, no Rio Grande do Sul, e seus menos de 10 mil habitantes, conseguiram escapar da praga da corrupção. A 4ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul decidiu afastar, a pedido do Ministério Publico, o prefeito Alfredo de Moura e Silva, o vice-prefeito Genuir Cenci, ambos do PMDB, mais os secretários da Fazenda e de Obras, dois assessores jurídicos e outros dois servidores da administração municipal. A acusação: desde 2013, na primeira gestão do atual prefeito, havia direcionamento de licitações para empresas que pagavam propina. O prejuízo estimado chega a RS 10 milhões.

Deixar uma resposta