Com uma semana de atraso, Macapá, com 292.718 eleitores, vota neste domingo para escolher seu prefeito.

A votação começou às 7h e vai até as 17h. Se houver necessidade de segundo turno, caso nenhum candidato atinja a maioria dos votos válidos mais um, ou seja a maioria absoluta, ele ocorrerá no dia 20 de dezembro. Estão aptos a votar 292.718 eleitores no município.

Dez candidatos disputam o cargo de prefeito. As pesquisas indicam que seis deles disputam as primeiras colocações. Josiel (DEM), irmão do presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), tem aparecido na primeira colocação, seguido dos candidatos Dr. Furlan (Cidadania), Patrícia Ferraz (Podemos), Capi (PSB), Cirilo Fernandes (PRTB) e Guaracy (PSL). Também estão na disputa os candidatos Paulo Lemos (PSOL), Professor Marcos (PT), Haroldo Iram (PTC) e Gianfranco (PSTU).

Trata-se do único município brasileiro que ainda não teve o primeiro turno das eleições, marcado para este domingo. A população do estado viveu 22 dias de caos após um apagão que atingiu 14 das 16 cidades do estado e deixou um rastro de transtornos, prejuízos financeiros diversos, equipamentos elétricos e eletrônicos queimados e justificada indignação. Revolta que, em muitos casos, foi duramente reprimida pela polícia. O caos foi suficiente para embaralhar as cartas do pleito, que pode chegar na reta final com novos prediletos e rejeitados.

Deixar uma resposta