COM PALOCCI

Em Ribeirão Preto, aconteceu um caso semelhante na Ceterp (Centrais Telefônicas de Ribeirão Preto S.A.) durante a primeira gestão de Antônio Palocci Filho (PT) na prefeitura. Na época, a empresa de telefonia que era municipal- contratou, sem licitação, o Idort. O objetivo do contrato era fazer uma auditoria nas dívidas de ICMS da empresa. Na época, a Ceterp devia cerca de R$ 8 milhões em impostos. O Idort, após a auditoria, afirmou que não haveria necessidade de fazer o pagamento e recebeu R$ 2 milhões por isso. Mesmo com a auditoria do Idort, a Ceterp teve de pagar os R$ 8 milhões em impostos.

Deixar uma resposta