COM HADDAD EM SÃO PAULO

Em maio de 2014, na gestão do prefeito Fernando Haddad, funcionários do mesmo Idort, Instituto de Organização Racional do Trabalho, que prestava serviço terceirizado aos telecentros da Prefeitura de São Paulo, promoveram protestos denunciando demissões, irregularidades e o fim dos contratos. As denúncias indicaram o pagamento de centros fantasmas, que não existiam. A contratação estava irregular, pois o Idort apresentou para uma prorrogação de contrato, documentos e licenças vencidos.

Deixar uma resposta