CASOS DE CORRUPÇÃO JOGADOS PARA A JUSTIÇA ELEITORAL?

O Supremo Tribunal Federal suspendeu ontem a sessão, quando haviam de 2 votos a 1, em favor da remessa de investigações sobre corrupção para a Justiça Eleitoral. Votaram pela competência da Justiça Eleitoral Marco Aurélio Mello e Alexandre de Moraes. Edson Fachin, que supervisiona a Lava Jato no STF. foi o único voto divergente.

Deixar uma resposta