Caciques do PSDB metem a mão no fundo eleitoral das mulheres do partido.

Comando do PSDB dá golpe nas mulheres candidatas

Os caciques do PSDB nacional decidiram dar um golpe nos R$ 39 milhões destinados por lei para as candidatas, e liberaram apenas R$ 4 milhões para o secretariado das mulheres do partido, presidido pela ex-governadora gaúcha Yeda Crusius.

Pela lei, o PSDB terá direito a cerca de R$130 milhões do Fundo Eleitoral. Deste valor, deveria repassar 30% desse valor, cerca de R$39 milhões, para as candidatas a prefeita, vice ou vereadoras. Mas decidiu entregar apenas R$ 4 milhões para as mulheres, e repartir o resto (35 milhões) entre os dirigentes estaduais do partido para que estes façam o repasse. O caso poderá parar na Justiça.

Deixar uma resposta