Após traição a Bolsonaro, presidente do PSL gaúcho agora briga por dinheiro, com a própria esposa candidata em Canoas.

Um verdadeiro barraco no PSL do Rio Grande do Sul. Depois de trair ao presidente Jair Bolsonaro, logo após eleger-se para a Câmara dos Deputados, o desconhecido   Nereu Crispim, que se elegeu agarrado no Presidente, agora envolve-se num barraco com a esposa, Carolina Lompa,que era candidata a vice-prefeita em Canoas (Região Metropolitana de Porto Alegre), na chapa do Republicanos. A chapa foi implodida.

A briga do casal foi claramente motivada por dinheiro.
Carolina não concordou com o apoio de R$ 75 mil destinados pelo PSL para a sua candidatura,e exigiu mais dinheiro do marido,que é presidente estadual do partido.

Ela queria mais R$ 100 mil.
A direção nacional negou, entendendo que a candidatura não tinha futuro, e como Crispim não conseguiu aumentar o valor , Carolina se estressou e passou a lavar roupa suja, criticando Crispim nas redes sociais. Ela também perdeu o cargo de Presidente do PSL Mulher.
Sem o dinheiro para a campanha, o casal, deputado Crispim e Caroline rompeu relações ,e a direção nacional por precaução, indicou o deputado Ruy Irigaray para assumir a presidência do PSL gaúcho.

Com Crispim e sua mulher afastados, o PSL quer agora distância do barraco do casal.

Deixar uma resposta