APÓS 11 ANOS, TRIBUNAL DECIDE QUE LUIZ PAULO GERMANO É INOCENTE

APÓS 11 ANOS, TRIBUNAL DECIDE QUE LUIZ PAULO GERMANO É INOCENTE

Rui Barbosa disse que “Justiça tardia não é justiça, senão injustiça qualificada e manifesta. Porque a dilação ilegal nas mãos do julgador contraria o direito das partes, e, assim, as lesa no patrimônio, honra e liberdade”. A afirmativa pode ser aplicada, sem dúvida, ao caso do advogado e professor gaúcho Luiz Paulo Germano, que penou por 11 anos para ver reconhecida sua inocência em um rumoroso processo que ganhou espaços generosos da mídia. Luiz Paulo foi condenado em primeiro grau pela Justiça Federal de Santa Maria, no contexto da espetaculosa Operação Rodin. Agora, decorridos onze anos, a 4ª Seção do Tribunal Regional Federal da 4ª Região decidiu pela sua total absolvição, nos termos do voto do Desembargador Relator, Leandro Paulsen.

Deixar uma resposta