Apesar da imprensa funerária, Brasil tem menor taxa de transmissão da covid desde início da pandemia

Os dados são positivos para o Brasil.De acordo com análise do Imperial College, de Londres, a Rt está em 0,68. Índice coloca o país, pela primeira vez, em situação de declínio da doença, mas continua na lista de nações com a doença ainda ativa.

Enquanto parte do mundo sofre com a segunda onda da covid-19, o Brasil vive, pela primeira vez desde a intensificação da pandemia, um declínio da doença. A taxa de transmissão (Rt) é a menor desde abril. De acordo com o novo levantamento do Imperial College, de Londres, o índice está em 0,68, ou seja, cada grupo de 100 pessoas tem potencial para transmitir o vírus para outras 68 pessoas saudáveis.

Deixar uma resposta