AINDA, AS CÂMARAS DE VEREADORES

tcm-rj2015

No Rio de Janeiro, inspeção descobriu uma farra com dinheiro público em nome da realização de cursos para conhecimento sobre leis, projetos e administração do Parlamento. A farra envolve 48 das 91 câmaras de vereadores fiscalizadas pelo Tribunal de Contas do Estado . São passagens aéreas, cursos suspeitos de serem fajutos, hospedagens em hotéis de luxo e falta de documentos para comprovar os gastos e critérios de escolha dos pacotes. Com base em processos em tramitação na Corte do período auditado de 2010 a 2014, que há R$ 33 milhões sob investigação. Um dos casos que mais chama atenção dos auditores é o do servidor Lins Cesar Dias. Em diárias e cursos, ele recebeu R$ 625.518.24. O município recordista em ‘milhagens’ para parlamentares e servidores estudarem é Mangaratiba. Em quatro anos foram investidos R$ 10,8 milhões em passagens e diárias.

Deixar uma resposta

O Blog de Flavio Pereira