AGORA, A PATRULHA É NO TSE

Setores da imprensa que sistematicamente fazem uma velada patrulha nas ações do governo do presidente Jair Bolsonaro, agora elegeram novo alvo: a nomeação dos ministros do TSE,o Tribunal Superior Eleitoral. Para cumprir o rodízio de ministros na corte eleitoral, o presidente Jair Bolsonaro terá de escolher até o início de maio, dois novos ministros para o TSE, já que os mandatos de Admar Gonzaga e Tarcísio Vieira se encerram, respectivamente, em 27 de abril e 9 de maio. Os ex-presidentes Lula e Dilma nomearam mais de 20 ministros para o TSE, sem esse mimimi.

Deixar uma resposta