A DIPLOMACIA PARALELA DO FORO DE SÃO PAULO

A DIPLOMACIA PARALELA DO FORO DE SÃO PAULO

Mas há razões para intelectuais de esquerda terem ficado irritados. Mourão comentou como vê a “diplomacia paralela” criada com o surgimento do Foro de São Paulo: “A diplomacia do foro de São Paulo, criada após a queda do muro de Berlim em 1989. Secou o famoso ouro de Moscou,Fidel Castro tinha que dar um jeito de manter o seu regime sobrevivendo. Reuniu toda a mulambada da América do Sul,desses partidos ligados a esquerda mais radical,e mais organizações terroristas e de sequestradores e fizeram essa primeira reunião em São Paulo em julho de 1990, daí essa entidade ter o nome de foro de São Paulo. É a mais vasta organização politica que já existiu na América Latina e uma das maiores do mundo. Participam todos os governos esquerdistas do continente., Reúne mais de 100 partidos legais e várias organizações criminosas ligadas ao narcotráfico e a industria do sequestro,como as Farc,e o movimento de esquerda revolucionário chileno. Há pouco fizeram sua vigésima reunião em Havana.”

Deixar uma resposta