De olho na eleição de 2022, estratégia de Rodrigo Maia é desgastar imagem do presidente Jair Bolsonaro.

Para o presidente da Câmara dos Deputados Rodrigo Maia,tudo gira em torno das eleições de 2020. Maia, um deputado do baixo clero, eleito com 74 mil votos pelo Rio de Janeiro ,sonha concorrer à presidência da Republica em 2020. Ele é uma das apostas da Rede Globo, ao lado do apresentador Luciano Huck. O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, continua defendendo que as novas parcelas da prorrogação do auxílio emergencial se mantenham no valor de R$ 600. O propósito é desgastar o governo federal junto aos beneficiários do programa. O ministro Paulo Guedes, da Economia, já sinalizou que os cofres públicos não suportariam esse valor, que equivale por mês, ao orçamento de um ano de todo o Bolsa Família. O Palácio do Planalto anunciou que vai enviar ao Congresso, a proposta de prorrogar o coronavoucher por três meses, com valores de R$ 500, R$ 400 e R$ 300.

Ministério da Saúde anuncia parceria para produzir vacina do Coronavírus

O governo federal anunciou a melhor notícia desde o início da epidemia do coronavirus, ao firmar uma parceria que vai garantir a produção de uma vacina contra a covid-19 no Brasil. A ideia é importar a tecnologia que vem sendo desenvolvida pela Universidade de Oxford e pelo laboratório inglês AstraZeneca e replicá-la nacionalmente pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). E, segundo o Ministério da Saúde, pode garantir a oferta de pelo menos 100 milhões de doses da vacina no Brasil a partir de dezembro.

O acordo prevê um investimento de US$ 127 milhões do Brasil no desenvolvimento da vacina e vai permitir que a tecnologia de produção e envase dessa vacina seja transferida para o país. A tecnologia de desenvolvimento dos insumos necessários também devem ser replicados no Brasil. Por isso, a expectativa do Ministério da Saúde é produzir nacionalmente as doses da vacina que serão oferecidas à população por meio da Fiocruz.