Saque emergencial do FGTS começa em 15 de junho; tire suas dúvidas

Os trabalhadores terão direito a sacar até R$ 1.045 em 2020, considerando contas ativas e inativas do FGTS

O dinheiro do saque emergencial do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS), para ajudar os trabalhadores que tiveram perda de renda durante a pandemia do novo coronavírus, começa a ser disponibilizado pela Caixa Econômica Federal na próxima segunda-feira (15/6).

A expectativa é que cerca de 60,8 milhões de pessoas sejam beneficiadas e R$ 36,2 bilhões sejam sacados do fundo. Há a estimativa ainda de que 80% das contas de FGTS sejam zeradas com o saque. O dinheiro será primeiro disponibilizado em uma conta social pela qual as pessoas poderão pagar contas e fazer compras. O saque dos valores em dinheiro vivo só poderá ser feito depois, de acordo com um calendário que levará em conta o mês de aniversário do trabalhador.

Pronampe: Receita começa a enviar informe de rendimentos para as MPEs

Aguardado há mais de um mês pelas Micro e Pequenas Empresas (MPEs) brasileiras que precisam de crédito para enfrentar a pandemia do novo coronavírus, o Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe) deve enfim sair do papel nesta semana. É que as declarações da Receita Federal que servirão de base para esses empréstimos começaram a chegar aos pequenos empresários. E a expectativa é que, com isso, os bancos comecem a receber os pedidos de financiamento das MPEs.

Caixa vai abrir 680 agências neste sábado para pagar os R$ 600

A Caixa Econômica Federal (CEF) vai abrir 680 agências no país neste sábado (13/6) para concluir o pagamento da segunda parcela do auxílio emergencial.
Neste sábado, será liberado o saque em espécie e a transferência bancária da segunda parcela dos R$ 600 para os trabalhadores que não são do Bolsa Família e nasceram no mês de dezembro. São cerca de 2,5 milhões de pessoas que já tiveram o recurso depositado na conta social da Caixa, mas que só puderam usar o auxílio pelo aplicativo Caixa Tem até então.

A Caixa garante, por sua vez, que o aplicativo tem sido bastante usado pelos brasileiros, seja para o pagamento de contas e boletos ou para a realização de compras. Por isso, a expectativa é que nem todos esses 2,5 milhões de trabalhadores se dirijam às agências bancárias neste sábado para fazer o saque dos R$ 600. A Caixa espera, então, que seja um dia tranquilo de pagamentos, sem filas.