Polícia prende participantes de festa clandestina no interior de Eldorado do Sul,no RS

Uma ação policial acabou com uma comemoração clandestina que deveria ocorrer na zona rural do município gaúcho de Eldorado do Sul. A festa clandestina, marcada pelas redes sociais e que nem os próprios convidados poderiam saber o endereço foi impedida de ocorrer na noite desta sexta-feira (22). A Polícia Civil foiaté Eldorado do Sul, na Região Metropolitana, onde estava marcada a aglomeração  que contraria decreto do governo do Estado proibindo este tipo de concentração de pessoas.

A festa foi organizada por um grupo de WhatsApp com 107 membros e por um perfil fechado no Instagram com cem seguidores serviram como lista de convidados.O transporte era garantido apenas para as pessoas que participavam destes grupos.

Levantamento mostra melhora no risco epidemia no RS

A terceira atualização do Distanciamento Controlado manteve a maior parte do território gaúcho com risco epidemiológico médio para o novo coronavírus: 12 de um total de 20 regiões foram classificadas com a bandeira laranja no levantamento realizado e divulgado neste sábado (23/5). Na rodada anterior, eram 15 nesta situação.

A principal mudança é em três regiões que estavam com cor laranja e tiveram nível de restrição reduzido. Uruguaiana, Capão da Canoa e Santa Cruz do Sul recebem a bandeira amarela, portanto, o Estado passa a ter oito regiões com risco baixo.

Osmar Terra: internações mostram queda nos casos de Covid no Brasil

Entrevistado pelo Uol Notícias,o ex-ministro e deputado federal Osmar Terra comentou sobre a Covi19: “reitero o que venho dizendo desde o início: a quarentena e o Lockdown foram inúteis e caminhar na beira da praia não tem risco de contágio. Mais,estão diminuindo o número de casos no mundo.”

Terra acrescenta que “a tendência do Brasil também é de queda, começando nas regiões mais atingidas. Amazonas e Ceará já estão diminuindo o número de internações por Covid 19. Para acompanhar isso deve ser medido o número diário de novas internações e não o de notificações!”