ALCKMIN DIZ QUE COM ELE, “NADA SERÁ À BALA”

Ontem em Santa Catarina,o ex-governador paulista Geraldo Alckmin, pré-candidato do PSDB à presidência, deu o tom sobre como pretende resolver os problemas mais graves do país. Num recado a Jair Bolsonaro, Alckmin disse que fará governo de diálogo e não vai fazer nada “à bala”. “Nós não vamos botar o hospital para funcionar à bala. Não vamos melhorar a qualidade da educação brasileira à bala. Não vamos fazer a duplicação da BR-282 e ferrovias à bala”, segundo Alckmin.

PARTIDO DA MULHER LANÇA UM HOMEM AO GOVERNO

O Partido da Mulher Brasileira, cujo principal argumento para sua fundação, foi a necessidade de prestigiar e valorizar a figura da mulher brasileira, garante que procurou,mas não encontrou uma mulher em condições de disputar o governo gaúcho. E anunciou ontem o lançamento de um homem como pré-candidato ao governo do Rio Grande do Sul. O administrador de empresas Luiz Fernando Portella, de 37 anos, concorrerá ao Palácio Piratini. Para amenizar, sua bandeira será a igualdade entre homens e mulheres, o direito das minorias, a valorização dos policiais e a privatização de empresas estatais.

LASIER COBRA IMPEACHMENT DE GILMAR MENDES

Justificando que “ele é o libertador geral de delinquentes”, o senador gaúcho Lasier Martins (PSD) cobrou do presidente do Senado, Eunicio Oliveira (PMDB-CE) o andamnto dos pedidos de impeachment contra o ministro do STF Gilmar Mendes. Depois de enumerar os motivos que embasam as diversas denúncias contra Gilmar, Ladier e o senador Randolfe Rodrigues (Rede – Amapá), solicitaram ao plenário que encaminhe os pedidos de impeachment, em especial o do jurista Modesto Carvalhosa. Lasier Martins perguntou qual seria o prazo para que a Mesa decida sobre a denúncia e, na ausência de decisão, qual seria o procedimento para apresentação de recurso. Eunício Oliveira, presidente do Senado, fingiu que não era com ele, e não respondeu.

EM BUSCA DE R$ 285 MILHÕES DO IPVA

Nesta quata-feira,a Receita Estadual realiza operações para combater a inadimplência do IPVA 2018 (Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores). A finalidade é recuperar R$ 285 milhões que deixaram de ingressar nos cofres públicos até o momento. 573.156 veiculos seguem circulando pelas ruas com o IPVA atrasado, cujo calendário fechou no mês de abril.