SARTORI DIZ QUE DEPUTADOS SE OPUSERAM AO DIREITO DA SOCIEDADE EM OPINAR SOBRE FUTURO DAS ESTATAIS

O governador José Ivo Sartori abandonou ontem o estilo conciliador,para arremeter, em nota oficial, uma dura crítica ao legislativo gaúcho,ao afirmar que “a população deve ter bem claro que os deputados se opuseram não à alienação das estatais, mas sim, ao processo democrático e constitucional de assegurar à sociedade o direito de escolha sobre o futuro do Estado.” O governo sustenta que a privatização ou federalização da CEEE, CRM e Sulgás são pautas fundamentais para a recuperação do Estado.

ALTERATIVA JURÍDICA SERÁ BUSCADA

O governador admite que “estamos agora analisando alternativas, pois não vamos desistir de projetar um melhor futuro ao povo gaúcho. Vamos continuar lutando pela continuidade dos projetos de modernização da máquina pública”. A alternativa será buscar no Judiciário saída para a privatização das estatais.

VERBAS DO PARTIDO CRISTÃO PARA PAGAR PROSTITUTAS

Para quem imaginava ter visto de tudo, agora o ex-presidente nacional do Partido Social Cristão Vitor Jorge Abdala Nósseis é suspeito de usar dinheiro da fundação ligada ao partido para pagar prostitutas. Apareceu em Brasília uma gravação em que o ex-dirigente admite ter usado verbas públicas recebidas via Fundo Partidário para manter relações sexuais com mulheres. A ousadia foi tanta,que a nota com despesas foi anexada pelo próprio PSC na prestação de contas de 2017 entregue ao Tribunal Superior Eleitoral.

FHC APARECE NA LAVA-JATO

Demorou, mas o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso,líder-maior dos tucanos no país,apareceu em documentos mencionando propinas da Odebrecht dentro da Operação Lava-Jato. Foi na investigação dos emails do empresário Marcelo Odebrecht. Ontem,o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso disse que pode ter feito o pedido para Marcelo Odebrecht, mas reforçou que eram legais.

O Blog de Flavio Pereira