DELAÇÃO NA ASSEMBLÉIA AGUARDA DESDOBRAMENTOS

Continua a instrução do processo que investiga os fatos trazidos pela colaboração premiada do ex-deputado cassado, Diogenes Bassegio, tirando o ono de muitos deputados. As denuncias indicam “deficiências intencionais no controle de frequência dos funcionários, repasse de parte de salários de cargos de confiança (CCs), diárias inidôneas e falsidade no controle da quilometragem dos veículos”. Os pedidos de investigação do Ministério Publico alcançam os deputados Gilberto Capoani, (MDB), Enio Bacci,( PDT), Regina Fortunati (PTB), Álvaro Boésio, (MDB) e Juliano Roso (PCdoB). O processo originário tem o número 001/2.16.0022127-9.

BOLSONARO RECUSA FUNDO ELEITORAL

O pré-candidato do PSL a presidente da República, deputado Jair Bolsonaro , garante que não vai aceitar os recursos públicos de cerca de R$ 3 milhões do Fundo Eleitoral a que tem direito vindos do novo Fundo Especial de Financiamento de Campanha, criado na reforma política no ano passado. Ele afirmou que por corência, como votou contra o chamado “fundão”, dispensará a parcela que receberia por meio do PSL para a campanha presidencial. Os candidatos a deputado deixarão de receber R$ 10 milhões desse fundo.

LUPI,O PRESIDENTE FANTASMA?

O Presidente nacional do PDT, Carlos Lupi,que já visitou inúmeras vezes o Rio Grande do Sul,na verdade quando viaja tem deixado de comparecer ao seu local de trabalho. Lupi está nomeado no gabinete do vereador Daniel Martins (PDT) na Câmara de Vereadores do Rio. Para ocupar o cargo de auxiliar de gabinete, Lupi recebe um salário mensal bruto de R$ 3,5 mil, que pode superar R$ 10 mil se somados os auxílios transporte e alimentação, além de gratificações. Cabe à função dele, redigir ofícios, atender ao público e secretariar o vereador.

A MÁFIA DAS INVASÕES

O prédio invadido que desabou no Largo do Paissandu, Centro de São Paulo, mostra que a omissão de autoridades, permitindo estas ocupações, além de alimentar uma máfia que organiza estes movimentos, não lhes exime da responsabilidade. No caso de São Paulo, os invasores do prédio que desabou eram obrigados a pagar aluguel de até R$ 400 aos coordenadores do Movimento de Luta Social por Moradia.

QUEM SÃO OS CULPADOS?

As invasões – e a omissão das autoridades – são uma realidade presente também no Rio Grande do Sul. É fácil culpar apenas os governos pela tragédia de um prédio invadido, como no caso de São Paulo. Mas, movimentos como o MTST de Guilherme Boulos, ao incentivarem invasões a prédios sem condições de segurança, são certamente, co-responsáveis em tragédias como essa.

OTIMISTA, GOVERNO PREVÊ ADESÃO AO RRF ESTE MES.

O governo gaúcho está prestes a concretizar o acordo que permitirá ao caixa estadual poderá ter um alívio de R$ 11,3 bilhões até 2020, e a suspensão do pagamento da dívida do Estado com a União por três anos, prorrogáveis por mais três. O vice-governador José aulo Cairoli tem liderado as negociações em Brasília. O pré-acordo de adesão ao RRF, o Regime de Recuperação Fiscal poderá ser formalizado neste mês de maio. A projeção otimista leva em conta que no ultimo encontro em Brasília, governo do Estado e a Secretaria do Tesouro Nacional acertaram que farão um documento conjunto dando garantias de que o Rio Grande do Sul não sofrerá impedimentos por causa de divergências em relação ao percentual de comprometimento da receita estadual com despesas de pagamento de pessoal e de parcelas da dívida com a União. Superada essa questão, o RS poderá assinar o pré-acordo para o RRF.

CENSURA NO STF?

Ressurge dentro do Partido dos Trabalhadores uma proposta de 2013 do deputado Vicente Cândido (PT-SP) . O partido está empenhado em votar na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara um projeto que proíbe a TV Justiça de transmitir as sessões do STF e demais tribunais superiores. Objetivo, segundo o deputado, é tirar a suposta pressão dos ministros e deixá-los menos expostos.

TSE DE OLHO NAS VAQUINHAS VIRTUAIS

De olho nas vaquinhas das eleições, o TSE começou a regular ontem este sistema. Pelo regulamentop, os sites que quiserem prestar o serviço para “crowdfunding” terão que se cadastrar na Justiça Eleitoral e as arrecadações e já podem começar em 15 de maio. O TSE também está de olho para evitar calotes. Uma providência, será exigir dos candidatos que desistirem de concorrer, a devolução do dinheiro arrecadado

LIMINAR LIBERA EXPORTAÇÃO DO BOI VIVO

A Confederação Nacional da Agricultura conseguiu no STF, liminar sustando os efeitos da lei que proíbe transporte de animais vivos em Santos (SP). A entidade justifica que a medida é inconstitucional e pode criar empecilhos desastrosos para o comércio exterior brasileiro. Em fevereiro, uma liminar interrompeu um navio que despachava 27 mil bois da empresa Minerva Foods destinados à exportação para a Turquia. Aqui no Rio Grande do Sul,a deputada Regina Becker Fortunati (PTB) anuncia que está pronta a minuta de projeto semelhante que pretende protocolar na Assembléia Legislativa.