GENERAL MOURÃO QUESTIONA INTENÇÃO DE DENEGRIR AS FORÇAS ARMADAS

O general da reserva Antonio Hamilton Mourão, que assumirá a presidência do Clube Militar no mes de junho concedeu ontem entrevistas onde questionou o interesse em levantar-se questões do governo militar, exatamente no período eleitoral. Mourão lembra que a informação atribuída à CIA, relacionada ao governo do presidente Ernesto Geisel surge agora, quando a reputação das Forças Armadas é positiva e, segundo pesquisas são as instituições em que a população mais confia, hoje, no Brasil

DOCUMENTO DA CIA ESTÁ LIGADO ÀS ELEIÇÕES

As informações atribuídas à CIA e vinculando o ex-presidente da República Ernesto Geisel a ações de violência no combate a presos acusados de terrorismo e outros crimes,teria conotação eleitoral. A avaliação é do general Santos Cruz, secretário Nacional de Segurança Pública, . Ele vê no caso, claramente, “interesses políticos”. Segundo Santos Cruz, ““até mesmo porque tem de ler com bastante profundidade esse documento e não ficar só na manchete, né? Esse ano é um ano eleitoral, uma eleição que vem com pesquisas… Foram publicadas várias notícias de que um número maior de militares está participando nessa próxima eleição. Então tudo isso aí. Tem que ver também interesses políticos nesse tipo de divulgação. Tem que ver o contexto político em que isso aí está colocado.”

UM DUELO À PARTE EM GRAVATAÍ

Dois protagonistas da política em Gravataí,o ex-prefeito Daniel Bordinon, agora no PDT,e o atual prefeito Marco Alba,lideram hoje os mais importantes grupos políticos da cidade. As duas forças políticas agora vão novamente testar sua força política nas eleições de outubro: a vereadora Rosane Bordignon, esposa de Daniel,e Patrícia Alba,esposa de Marco, disputam vagas na Assembléia Legislativa. Rosane dependia de um recurso a Tribunal Regional Eleitoral, confirmado esta semana, para garantir sua candidatura.

O TAMANHO DA CRISE CARCERÁRIA

Os dados são da Comissão do Sistema Prisional, Controle Externo da Atividade Policial e Segurança Pública, vinculada ao Conselho Nacional do Ministério Público. Segundo a pesquisa, das mais de 1,5 mil prisões de diferentes portes, 65,7% apresentaram ocupação superior à sua capacidade máxima entre março de 2016 e fevereiro de 2017. “Superlotadas, favorecem a expansão das facções que comandam o crime do interior dos cárceres”, segundo a análise.

A PAUTA DA INCLUSÃO E ACESSIBILIDADE

Tem sido intenso o trabalho de inclusão liderado pelo presidente da Faders (Fundação de Articulação e Desenvolvimento de Políticas Públicas para Pessoas com Deficiência e com Altas Habilidades no Rio Grande do Sul ) Roque Bakof. Esta semana, a Associação dos Municipios da Zona Sul reuniu 14 prefeitos em torno do Fórum Regional para debater acessibilidade e inclusão. O anfitrião, prefeito de Canguçu Marcus Vinicius Pegoraro (MDB) e o presidente da Azonasul, prefeito de São Lourenço do Sul Rudinei Harter (PDT) discutiram alternativas para que a acessibilidade e inclusão estejam na ordem do dia dos seus municípios.