REONERAÇÃO DA FOLHA NÃO VAI IRRIGAR FUNDO ELEITORAL, GARANTE PADILHA

bf99c076-9b5d-42cb-b9d7-88f8ee109583

Os recursos oriundos da reoneração da folha de pagamento das empresas, serão direcionados para a área da segurança pública. A garantia é do ministro da Casa Civil da presidência da República, Eliseu Padilha. Com essa declaração, Padilha descarta qualquer possibilidade de que estes recursos possam ser repassados ao fundo eleitoral que será utilizado para os gastos da campanha dos partidos este ano. Lembra que esse tema está superado: “Fundo eleitoral já tem recursos previstos lá atrás”. Sobre isso, “Possibilidade zero”, garante Padilha.

NO CONGRESSO, PEC PREVÊ PRISÃO EM SEGUNDA INSTÂNCIA

Alex ManenteFOTO7915_Final

É de autoria do deputado Alex Manente (SP) a PEC (Proposta de Emenda à Constituição) que prevê a prisão após segunda instância já conta com o apoio de 90 deputados federais. É preciso que 171 assinem a emenda para que ela possa começar a tramitar. A proposta ganhou notoriedade depois que, no programa Roda Viva, da TV Cultura esta semana, o juiz Sérgio Moro disse que se o Supremo não decidir sobre o tema, caberá ao próximo presidente apoiar PEC alterando a Constituição. “Pode-se cobrar dos candidatos à Presidência qual é a posição em relação à impunidade e quais medidas eles pretendem estabelecer. Pode ser justamente substituir por uma emenda constitucional”.

CANETAÇO ACABA COM FICHA SUJA

download

Um canetaço – evidentemente bem fundamentado – do ministro Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal, concedeu uma liminar ontem permitindo que o ex-senador, atual procurador de Justiça  Demóstenes Torres (PTB-GO) seja candidato nas eleições deste ano. Demóstenes foi cassado em 2012 e estava inelegível até 2027. Agora, não está mais.

MINISTRO QUE NEGOU HC A LULA, RECEBE AMEAÇAS

images-1-2

Para um país que já conheceu o caso Celso Daniel, petista assassinado num caso de corrupção, a revelação feita em entrevista ao programa de Roberto D´Ávila na Globonews, pelo ministro Edson Fachin, relator dos processos da operação Lava-Jato no Supremo Tribunal Federal, mostra a ousadia da bandidagem no país: o ministro disse que sua família vem sofrendo ameaças. Ele pediu providências à ministra Cármen Lúcia, presidente do STF, e à Polícia Federal. Fachin, há poucos dias, negou o pedido de Habeas Corpus formulado pelos advogados do ex-presidente Lula.

SÉRGIO MORO, SOBRE A MINISTRA ROSA WEBER

get_img

O juiz federal Sérgio Moro tem uma avaliação precisa sobre a ministra Rosa Weber, cujo voto poderá desequilibrar a votação do polêmico habeas corpus para evitar a prisão de Lula:  “Tenho apreço especial pela ministra Rosa Weber, com quem trabalhei. Pude observar a seriedade da ministra, a qualidade técnica da ministra”. Moro foi auxiliar da ministra no caso do mensalão.

A LAVA-JATO DO INTERNACIONAL?

wall_160_1024

É de causar espanto a nota emitida ontem pela empresa Keoma Construção, Incorporação e Planejamento afirmando que não realizou qualquer obra, e que estava inativa durante a gestão de Vitorio Piffero na presidência do Internacional. Nada menos que R$ 9,9 milhões foram pagos por notas fiscais emitidas em nome da empresa na gestão do ex-presidente.