DEPOIS DE DIZER QUE PELOTAS É “EXPORTADORA DE VIADOS”, AGORA LULA DIZ QUE PRODUTORES RURAIS “SÃO CALOTEIROS”

lulacalote

O ex-presidente Lula – condenado em segunda instância, e com julgamento do recurso final no TRF-4 marcado para segunda-feira – visivelmente transtornado, afirmou durante comício eleitoral na comunidade de Nova Santa Marta (bairro do município de Santa Maria), na noite de terça-feira, que os produtores rurais têm dois prazeres: “quando recebem o dinheiro e quando dão calote”.

TEMEROSOS, PETISTAS ACEITAM TUDO QUE VEM DO CHEFÃO

hqdefault

Não é a primeira e nem será a última do ex-presidente todo-poderoso temido pelos correligionários. No ano de 2006, por exemplo, Lula aparece em Pelotas num vídeo ajeitando o paletó de um correligionário, perguntando: “Pelotas é a cidade polo, né? Exportadora de viados, né?”. Outra ocasião, quando teve os telefones grampeados pelo juiz Sérgio Moro, foi flagrado perguntando a um interlocutor: “Cadê as mulheres do grelo duro do nosso partido?”. Ninguém teve coragem de chiar.

CARAVANA PEDE MAIS SEGURANÇA

a74ad6ed57893a31206a59d8f2767c62

Os coordenadores da caravana eleitoral do ex-presidente, diante do aumento dos protestos, em especial de produtores rurais em todos os locais onde estão circulando, apelaram para o ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, o governador do Estado, José Ivo Sartori (MDB), a Secretaria de Segurança Estadual e a Polícia Rodoviária Federal. Pediram proteção policial e mais segurança nas andanças da caravana que acabou encerrada antes do previsto.

ISONOMIA NA APURAÇÃO DE CRIMES

PM presente

Uma manifestação convocada por policiais militares do Rio de Janeiro utiliza a frase “PMERJ Presente!”,em alusão às palavras de ordem ouvidas nas ruas nos atos em memória da vereadora Marielle Franco (PSOL), executada há uma semana. Os policiais pedem que o esclarecimento de mortes de policiais – 134 em 2017 – receba o mesmo empenho da Polícia Civil que, acreditam, está sendo empregado nas investigações para se chegar aos assassinos de Marielle, segundo Nilton Silva, do grupo SOS Polícia, que está apoiando a manifestação.