PRISÃO DE LULA SAIRÁ ANTES DO JULGAMENTO DOS PEDIDOS DE HÁBEAS CORPUS

Lewandowski

A situação do ex-presidente Lula a cada dia fica ainda mais clara em relação ao cumprimento da pena a que foi condenado. Nesta sexta-feira, o ministro Ricardo Lewandowski confidenciou a interlocutores que não pretende levar para julgamento em mesa no plenário do STF os dois habeas corpus sobre o tema dos quais é relator, e que já foram direcionados ao plenário. A informação é do Valor Econômico. As especulações indicavam que Lewandowski era uma das esperanças do ex-presidente Lula para burlar a ordem de prisão que será emitida até o final deste mês. O ministro esteve ontem em Porto Alegre pra proferir palestra na Faculdade UniRitter.

APOSTA EM DECISÃO POLÍTICA

LULA-941339

Já, o Estadão disse ontem em editorial:”Após sofrer derrotas consecutivas em três tribunais, somando uma goleada de 9 a 0 dos juízes que até agora avaliaram seu processo, o ex-presidente Lula da Silva vinha confiando em um julgamento político pelo Supremo Tribunal Federal, apostando que, no Supremo, seu caso terá tratamento político, única forma de ter alguma chance de sucesso, já que, na análise estritamente técnica, diante da profusão de provas e testemunhos apresentados e diante de uma defesa que não fez outra coisa senão enxovalhar a Justiça, a culpa do chefão petista está suficientemente provada, sem ter mais como se falar em “presunção de inocência”. Será uma vergonha se o Supremo se prestar a esse papel.”

SAÚDE EM TRAMANDAÍ

images

Andou bem o governador José Ivo Sartori ao priorizar o investimento no Hospital Tramandaí, que conta com 132 leitos sob gestão da Fundação Hospitalar Getúlio Vargas, por meio de convênio com a Secretaria da Saúde. Foram construídos novo Centro Obstétrico e novas UTI neonatal, UCI neonatal, salas de parto e de recuperação, todas equipadas, em uma área de 1.140 metros quadrados.

DESCOBERTAS NO MINISTÉRIO DO TRABALHO

download (5)

 

 

A descoberta de que Mikael Tavares Medeiros — jovem de 19 anos foi nomeado para um cargo responsável por autorizar pagamentos de R$ 473 milhões no Ministério do Trabalho , não foi a única noticia surpreendente de ontem em Brasília. Descobriu-se que a mãe de Mikael, teve suspenso seu benefício do Bolsa Família. Luciana Tavares Dias, que tem outros três filhos, recebia R$ 163 por mês.

PREFEITO DE CAXIAS DO SUL VETOU O SEU PRÓPRIO PROJETO

DANIEL GUERRA

A proeza do mês foi cometida pelo prefeito de Caxias do Sul, Daniel Guerra (PRB) que vem sofrendo um processo de impeachment. A Câmara de Vereadores de Caxias do Sul promulgou a lei que determina a emissão de faturas de cobrança de serviços públicos municipais em Braille. Pelo texto, o procedimento deve ser adotado por todas as entidades da administração direta, indireta e concessionárias de serviços públicos. O curioso é que o projeto tramitava no Legislativo desde 2016 e havia sido apresentado pelo então vereador, Daniel Guerra. Com a aprovação na Câmara no fim do ano passado, o prefeito vetou o próprio texto, no início de janeiro.