MELLO DIZ À COLUNA, QUE PMDB NÃO EXAMINOU APOIO A MARCHEZAN

MELO

O candidato do PMDB à prefeitura de Porto Alegre, Sebastião Mello, derrotado por Nelson Marchezan Junior (PSDB) nas últimas eleições, disse ontem ao colunista, que “até agora, não tive conhecimento, nem participei de nenhuma reunião do partido, cuja pauta inclua a possibilidade de apoiar a atual administração da capital”. Esclarece que “nada impede que alguns companheiros se reúnam para discutir essa possibilidade. Mas oficialmente, esse tema até hoje não foi discutido”. Mello esclarece que “não estou ressentido, nem magoado, apenas quero ser coerente. A minha posição eu defini quando foi proclamado o resultado da eleição. O que não se pode é perder o rumo”.

EX-CANDIDATO FALA EM “COERÊNCIA”

2014.08.13 - Porto Alegre/RS/Brasil - Sebastião Melo confirma morte de Eduardo Campos. | Foto: Bernardo Jardim Ribeiro/Sul21.com.br
Foto: Bernardo Jardim Ribeiro/Sul21.com.br

 

Mello deixa claro que “se esse tema – o apoio ao governo do município – for colocado em alguma reunião do PMDB, eu voto contra, embora respeite quem pensa o contrário. Apenas quero manter minha coerência. Acho que está na hora de acabar com esse hábito no Brasil, onde os partidos um dia perdem a eleição, e no outro dia já estão no governo”.

MELLO CONFIRMA QUE VOLTOU À ADVOCACIA

Sebastião Melo assume cargo de Prefeito em exercício durante época de férias
Sebastião Melo assume cargo de Prefeito em exercício durante época de férias

Sebastião Mello, depois de ter seu nome especulado para integrar o primeiro escalão do governador José Ivo Sartori, retomou sua atividade de advogado com intensidade, e garante que “hoje minha preocupação é atender aos clientes do escritório que mantenho, ao lado de um grupo qualificado de colegas advogados”.

NO GOVERNO SARTORI, TALVEZ O ÚLTIMO PARCELAMENTO DE SALÁRIOS

download (3)

O governo do estado anunciou ontem, mais uma vez, que terá de parcelar o pagamento dos salários dos servidores. Poderá ser o último parcelamento. Na semana que passou,o governador José Ivo Sartori emitiu sinais de que está sendo acelerada a busca de uma solução para o pagamento em dia e a quitação do 13° salário. Ao que tudo indica, mediante a venda de ações do Banrisul, em percentual que manterá o controle do banco pelo governo gaúcho, e adesão ao Programa de Recuperação Fiscal,que permitirá renegociar a dívida com a União.

PMDB VAI ATROPELAR SEBASTIÃO MELO E FECHAR ACORDO COM MARCHEZAN

Sebastião Melo assume cargo de Prefeito em exercício durante época de férias

Apesar dos protestos do ex-vice-prefeito Sebastião Melo, ainda ressentido da derrota na última eleição, o PMDB está costurando um acordão com o prefeito de Porto Alegre, Marchezan Junior (PSDB). O acordo unirá o útil ao agradável, – para o prefeito, e o PMDB – com Marchezan oferecendo os cargos, em troca dos votos dos vereadores na Câmara da capital. O acordo vem sendo costurado por caciques do PMDB, e vereadores que aceitam formar a base aliada de Marchezan na Câmara da capital.

EMBOLOU A ELEIÇÃO NA SOCIEDADE DE MEDICINA VETERINÁRIA

sovergs

Está embolado o processo eleitoral da SOVERGS, a Sociedade de Medicina Veterinária do Rio Grande do Sul, depois que, por iniciativa da médica veterinária Waldivia Lehnemann, as eleições para escolha da nova diretoria 2017-2020 estavam marcadas para 30 de outubro foram suspensas. Uma decisão da Comissão Eleitoral sugeriu a realização de novo processo eleitoral tornando o atual nulo. Waldivia Lehnemann lidera a chapa de oposição, que enfrenta a situação, liderada por Rodrigo Lorenzoni.

AVANÇA ISENÇÃO DE IMPOSTOS PARA ERVA-MATE

download (2)

O projeto do deputado Alceu Moreira (PMDB) que isenta a zero cobrança de PIS/Pasep e Cofins da erva-mate recebeu parecer pela aprovação na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara, último passo antes de seguir ao Senado. Segundo Alceu, a desoneração é indispensável para o Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná e Mato Grosso do Sul por ser uma questão não apenas econômica, mas social. Os quatro estados reúnem aproximadamente 400 pequenas indústrias e mais de 30 mil produtores, sendo que somente no RS são 13 mil produtores distribuídos em 267 municípios.

EM DIA CONTURBADO, VITÓRIA DE TEMER E QUEDA DO JURO A 7,5%

plenario_da_camara_rejeita_denuncia_contra_temer

Num dia conturbado pela votação na Câmara, onde o presidente Temer teve problemas de saúde, mas obteve mais uma vitória com a rejeição da denúncia apresentada pela Procuradoria Geral da República, da autorização para que seja processado, ainda assim a economia mandou boas notícias: o Comitê de Política Monetária do Banco Central reduziu nesta quarta-feira a taxa básica de juros (Selic) em 0,75 ponto percentual, ficando em 7,5% ao ano, menor patamar desde abril de 2013. Esse é a nona queda consecutiva.

PADILHA NA COORDENAÇÃO

Eliseu_Padilha-

No momento mais tenso do dia de ontem, o presidente Michel Temer, do hospital, delegou ao ministro da Casa Civil Eliseu Padilha, a coordenação política da votação na Câmara. Até então Temer vinha acompanhando pessoalmente esse trabalho. Após a vitória, a ordem agora,é apostar na agenda positiva,com a retomada de projetos do ajuste fiscal e de investimentos.

A PÃO E ÁGUA

926

A ordem do governo, pressionado pelos aliados que votaram a fator de Temer,é tratar a pão e água os aliados que votaram contra, na sessão de ontem. O primeiro passo,cobram, será demitir os cargos de confiança ainda restantes,indicados pelos infiéis. No estado, os alvos cobrados pela base, são os deputados Afonso Hamm, Jeronimo Goergen e Luiz Carlos Heinze, do PP.

DECISÃO FOI DOMINGO

tee-800x490

Em reunião realizada na noite do ultimo domingo, com Temer, no Palácio da Alvorada, ministros e líderes governistas avaliaram que a votação de ontem representaria o mais importante teste de fidelidade da base e serviria para medir com quem o Palácio do Planalto pode ou não contar de agora em diante.

O Blog de Flavio Pereira