VEREADOR DEFENDE COTAS EM CONCURSO PÚBLICO, PARA EX-DETENTOS

18485745_818239941658573_5931710899444998032_n

O vereador Guguzinho Streit (PTB), apresentou na Câmara de Viamão, o projeto de lei que Institui a Política Municipal de Atendimento às Pessoas em Restrição de Liberdade e Egressas que, dentre outras medidas, cria cotas de vagas nos concursos públicos, específicas para cidadãos oriundos do sistema prisional. Segundo ele, o projeto pretende prever ofertas de serviços municipais de saúde e assistência social a todos as pessoas em restrição de liberdade no município; “ou ainda a possibilidade da Prefeitura atuar em denúncias de violações de direitos humanos em unidades de restrição de liberdade, na busca de uma ressocialização de fato para estas pessoas”. No bojo do projeto, é criado o Programa Municipal de Promoção da Cidadania de Pessoas Egressas, que reserva cotas de vagas para egressos em concursos públicos, em empresas contratadas pela Administração e em programas de formação profissional e empregabilidade. O vereador justifica a proposta,como uma medida preventiva, pelo fato de Viamão estar próximo de receber um estabelecimento prisional.

OS NOVOS RUMOS DO PSB NO ESTADO

sAxoDU7J

Derrotado no confronto com o deputado federal José Stédile para a presidência do PSB do RS, Beto Albuquerque deixa de ser o líder natural do partido,e agora seu futuro dependerá do o consenso decidir. Já existe a quase certeza de que dificilmente o PSB aprovará a indicação de Beto Albuquerque para uma disputa ao Senado,ou outro cargo majoritário. Além disso,existe a possibilidade da direção do partido rever o apoio ao governo Sartori e, em mantendo essa aliança, rever os nomes indicados, todos escolhas pessoal de Beto Albuquerque.

CANDIDATURA TUCANA EM COMPASSO DE ESPERA

psdb-rs

Saudado como grande trunfo do PSDB para a disputa ao governo do Estado em 2018,o ex-prefeito de Pelotas Eduardo Leite, fez um recuo estratégico. O atual desempenho do prefeito de Porto Alegre, Marchezan Júnior, seria a razão do adiamento de uma série de movimentos de Eduardo Leite. A persistir o quadro protagonizado por Marchezan Júnior, de constantes conflitos com áreas políticas e administrativas, que cria um ambiente eleitoral desfavorável na capital gaúcha, e ficará difícil manter a proposta do ex-prefeito. Neste caso, sem contar com um apoio popular em Porto Alegre, restará a Eduardo Leite, a disputa a uma das cadeiras do Senado, ou Câmara dos Deputados.

JUDICIÁRIO ENXUGA GELO

776ce32f8a0b204047b83114fdae9974

 

O volume de novos processos que ingressam diariamente no Judiciário inviabiliza a celeridade da Justiça no País. Um estudo, produzido pelo Conselho Nacional de Justiça, mostra que o Poder Judiciário chegou ao fim de 2016 com 79,7 milhões de processos em tramitação. No ano passado, o número de novos processos somou 29,4 milhões, um crescimento de 5,6% em relação a 2015. E o total de causas baixadas, que foram remetidas para outros órgãos, arquivadas ou que chegaram a termo, foi de 29,4 milhões, aumento de 2,7% em comparação com o ano anterior. Conforme o relatório do CNJ, os processos que estão sob a responsabilidade dos juízes de primeira instância equivalem a 94% de todo o volume.

O Blog de Flavio Pereira