05/12/2016 Carrossel de Informações

“Operação Lava Jato, defendida pelo povo”

A frase, e outras semelhantes estampada em muitos dos carta\zes exibidos neste final de semana em Porto Alegre, Brasília, São Paulo, Rio de Janeiro e dezenas de outras cidades, em manifestações realizadas de forma espontânea, mandaram dois recados:
1. A elite política do País continua desconectada dos verdadeiros anseios dos cidadãos, em relação à gestão pública e conduta dos seus governantes.
2. É possível promover manifestações gigantescas em protesto contra determinadas situações, sem necessariamente intimidar a sociedade com bombas,pedras,destruição de patrimônio,e agressão a policiais.

A mobilização anti-reforma

A resistência às medidas de reforma da estrutura do estado,e da previdência dos poderes, contida no pacote encaminhado à Assembleia Legislativa,recebe resistências em diversos segmentos. O governo tem como maior argumento em favor da aprovação das medidas os números apresentados que revelam uma situação pré-falimentar das finanças públicas. Porém, a resistência identificada dentro da sua base, poderá levar a que a extinção de algumas estruturas seja negociada em troca de cortes mais profundos.

PMDB e PSDB dão apoio ao pacote

Depois do PMDSB,bancada do governador José Ivo Sartori, agora o PSDB firmou posição favorável à aprovação das propostas de enxugamento da máquina pública. Foi durante o encontro que os tucanos tiveram no fim de semana,com os prefeitos e vereadores eleitos.

Causa e efeito

Ao mesmo tempo em que amarga uma drástica redução na receita de impostos gerados pelo comércio e serviços da capital, aparentemente o governo do município parece não ter percebido que tem contribuído para essa queda de receita. A escandalosa invasão de camelôs nas ruas, comercializando produtos eletrônicos, roupas, joias, relógios, hortigranjeiros, cigarros contrabandeados e outros itens, constrange e agride o comércio legalmente estabelecido. Na rua dos Andradas por exemplo, a ousadia chega ao ponto de se instalarem bancas de produtos eletrônicos,sapatos e roupas, na porta de estabelecimentos que pagam impostos para vender produtos semelhantes. Uma triste cena de fim de governo.

Como fica a eleição em Gravataí

Depois que o Tribunal Superior eleitoral anulou a eleição em Gravataí, onde o ex-deputado Daniel Bordignon (Ex- PT, atualmente no PDT) foi o mais votado, agora o município convive com duas dúvidas. Bordignon poderá lançar a mulher, Rosane Bordignon, como candidata do PDT na nova disputa que deve ocorrer em março. Há dúvidas, se como o responsável direto pelo cancelamento do último pleito, ele possa indicar sua esposa para a eleição. Em relação ao atual prefeito Marco Alba (PMDB), segundo colocado na eleição, ainda não há certeza de que ele aceitará concorrer nesta nova eleição.

Deixar uma resposta