03/12/2017 Carrossel de Informações

Faltam as definições de Lasier e Fortunati, que deixaram o PDT

Recém liberado dos compromissos como prefeito da capital gaúcha, José Fortunati segue sem definir seu futuro partidário. Para quem não lembra, o agora ex-prefeito desligou-se do PDT em março de 2015,e desde então se mantém na condição de independente. Pessoalmente, estaria mais afeito a disputar uma cadeira ao Senado em 2018, quando duas vagas serão disputadas. Já, o senado Lasier Martins anunciou em dezembro sua saída do PDT, depois de constantes situações de desgaste com o presidente nacional do partido, Carlos Lupi. Lasier já disse que não tem pressa para definir o seu futuro partidário.

PR, uma alternativa?

Presidente estadual do Partido da República, o deputado federal Giovani Cherini, também egresso do PDT, vem insistindo para que Lasier Martins e José Fortunati ingressem no PR. Cherini saiu do PDT depois que o partido resolveu expulsá-lo por ter votado a favor da abertura do processo de impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff. Saiu atirando, acusando o presidente Lupi de “ter transformado o PDT num puxadinho do PT”.

A renovação no PMDB

O PMDB resolveu apostar em novas opções, e parece que irá manter essa estratégia. Foi assim com Márcio Biolchi, alçado à condição de Chefe da Casa Civil, e poderá repetir a dose, se confirmar para o lugar de Biolchi, o jovem líder do governo, deputado Gabriel Souza, ex-dirigente da juventude do partido. Na fila de espera, Beto Fantinel, outro dirigente da juventude do PMDB, e atualmente assessorando o gabinete do governador, se mantida a estratégia de renovação, poderá ser contemplado com uma secretaria.

Independentes são maioria na Câmara

Embora não tenha produzido um movimento forte para criar uma base mais sólida na Câmara de Vereadores, o prefeito Marchezan Junior dá sinais de que irá estreitar o diálogo, em especial com o chamado bloco independente. Expoente do bloco independente, o experiente vereador Reginaldo Pujol, líder do DEM, já sinalizou à presidência da casa, que deseja promover uma alteração no regimento interno, criando a figura do bloco independente, com direito a líder e vice-lideres. Os independentes somam hoje 17 dos 26 vereadores em Porto Alegre. Atualmente, o regimento da Câmara reconhece apenas os blocos do governo, e da oposição.

Hospital São Camilo pode fechar em Esteio

A gestão do prefeito Gilmar Rinaldi do PT, deixou uma herança dolorosa para o novo prefeito de Esteio, Leonardo Pascoal (PP). Pressionado por dívidas que num primeiro momento são estimadas em R$ 10 milhões com salários e fornecedores do hospital São Camilo, Paschoal assinou um decreto de situação de calamidade financeira na Fundação responsável pela gestão do Hospital São Camilo. Foi a forma encontrada para adotar medidas excepcionais para evitar o fechamento do hospital.

Deixar uma resposta

O Blog de Flavio Pereira